fbpx
treino de força

A maioria de nós sabe que o treino de força (com pesos livres, aparelhos de musculação e/ou elásticos de resistência) pode ajudar a construir e manter a massa e força muscular. O que muitos de nós não sabe é que músculos fortes levam a ossos fortes. E ossos fortes podem ajudar a minimizar o risco de fratura devido à osteoporose.

Uma combinação de mudanças relacionadas à idade, inatividade e nutrição inadequada conspiram para gradualmente roubar a massa óssea, à taxa de 1% ao ano após os 40 anos. Como os ossos se tornam mais frágeis e suscetíveis à fratura, eles são mais propensos a quebrar em uma pequena queda ou em situações muito menos óbvias e inusitadas, como alongar-se para amarrar um cadarço.

Osteoporose e o Treino de Força

Barra Paralela - Treino de Força

A osteoporose é (ou deveria ser) uma preocupação para todas as pessoas, sejam homens ou mulheres. Estima-se que dez milhões de pessoas no Brasil têm osteoporose. Neste exato momento, ela é responsável por mais de dois milhões de fraturas a cada ano, e endocrinologistas e ortopedistas esperam que esse número aumente. Fraturas de quadril são geralmente as mais graves. Seis em cada 10 pessoas que quebram um quadril nunca recuperam totalmente seu antigo nível de independência. Até mesmo atravessar de um cômodo a outro dentro de casa sem ajuda pode se tornar impossível.

Numerosos estudos demonstraram que o treino de força pode desempenhar um papel no retardamento da perda óssea, e vários mostram que ele pode até ajudar a reconstruir os ossos. Isso é tremendamente útil para ajudar a compensar o declínio da massa óssea relacionado à idade. Atividades que colocam estresse nos ossos podem contribuir com ação das células que formam os ossos e fomentar sua atividade. Esse estresse vem do puxão e empurrão no osso que ocorre durante o treino de força (assim como exercícios aeróbicos de sustentação de peso, como caminhar ou correr). O resultado disso tudo são ossos mais fortes e densos.

E o treino de força, em particular, tem benefícios ósseos além daqueles oferecidos pelo exercício aeróbico de sustentação de peso. Tem como alvo ossos dos quadris, coluna e pulsos, que são os locais com maior probabilidade de fratura. Além disso, exercícios de resistência – particularmente aqueles que incluem movimentos que enfatizam potência e equilíbrio – aumentam a força e a estabilidade. Isso pode aumentar a confiança, encorajá-lo a permanecer ativo e reduzir as fraturas de outra forma importante – diminuindo a chance e ocorrência de quedas.

 Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Categorias