fbpx
Como Aumentar o Nível de Testosterona Naturalmente

A testosterona é um hormônio sexual encontrado e produzido no corpo de ambos os sexos, mas sua concentração é muito maior no corpo de um homem do que no corpo de uma mulher. Ela é responsável por muitos dos atributos que fazem com que um homem seja… um homem! Por diversas razões, no entanto, a produção deste hormônio pode cair durante a fase adulta, causando uma grande preocupação. Que tal saber como aumentar o nível de testosterona naturalmente, somente com a alimentação ou outros métodos seguros e não invasivos?

A testosterona é responsável por diversas das mudanças ocorridas no corpo dos homens durante a puberdade. Ela faz com que, durante a adolescência, os testículos aumentem de tamanho e se alojem na bolsa escrotal, promove o aumento no tamanho do pênis e incentiva o aparecimento e crescimento de pêlos pelo corpo. Na idade adulta, a testosterona ajuda os homens a manter um desejo sexual saudável, além de promover e manter a boa saúde do coração, ossos e cérebro.

Baixos Níveis de Testosterona e Suas Complicações

Quando os níveis de testosterona de um homem diminuem muito, especialmente com a idade, ele pode descobrir que certas complicações começam a se desenvolver. Essas complicações podem levá-lo a experimentar uma queda em sua qualidade de vida, com impactos significativos no dia a dia. Os homens com níveis de testosterona abaixo do normal experimentam um desejo sexual muito menor do que os homens com uma contagem saudável de testosterona. A baixa testosterona também pode causar outros sintomas, como perda de cabelo, fadiga frequente, diminuição da massa óssea e muscular, assim como aumento da gordura corporal. Um menor volume de sêmen também é um sintoma comum de baixa testosterona, o que pode contribuir para a infertilidade em alguns casos.

Opções de Tratamento Médico Para Baixos Níveis de Testosterona

homem com baixo nível de testosterona

Quando um homem apresenta queda em seus níveis normais de testosterona e os sintomas têm um impacto considerável em sua vida, ele pode consultar um médico para aprender a restaurar os níveis ideais desse hormônio em seu corpo. A conduta padrão da maior parte dos médicos provavelmente será a recomendação de terapia para reposição de testosterona. Este procedimento pode ser realizado de diferentes formas, mas tem sempre como objetivo restaurar a testosterona no corpo através da sua inoculação direta. Infelizmente, existem muitos riscos associados à terapia de reposição de testosterona, e estes podem mostrar-se prejudiciais a alguns homens que optam por essa opção. A literatura demonstra que a terapia com testosterona faz com que um homem apresente maior risco de ter um acidente vascular cerebral e de desenvolver coágulos sanguíneos. Os homens também podem experimentar acne, um aumento de suas glânduas mamárias e apnéia do sono se forem submetidos à terapia de reposição de testosterona.

Como Aumentar o Nível de Testosterona Naturalmente?

Embora as opções médicas sejam frequentemente recomendadas para homens com baixa testosterona, especialmente se a fertilidade for afetada, os efeitos colaterais são indesejados e podem ser potencialmente prejudiciais à saúde do paciente. Felizmente, a ciência e medicina moderna descobriram e oferecem métodos alternativos para melhorar a capacidade do corpo de produzir testosterona sem desenvolver efeitos colaterais significativos no processo.

Algumas das melhores maneiras de aumentar os níveis de testosterona naturalmente incluem:

  • Reverter um quadro de obesidade – Estar acima do peso aumenta significativamente o risco de um homem apresentar um quadro de baixa produção de testosterona. Desta forma, emagrecer diminui esse risco e por si só potencialmente aumenta os níveis de testosterona (caso ele já apresente baixa produção).
  • Praticar exercícios físicos de alta intensidade – praticar esportes ou exercícios de treinamento de força (musculação) estimulam a produção natural de testosterona. Isso também ajudará o homem a sentir-se melhor consigo mesmo e a construir músculos mais fortes.
  • Gerenciar o estresse – A ansiedade e a preocupação oriunda dos problemas da vida moderna podem ter um impacto considerável na produção da testosterona. Uma redução do estresse também pode desempenhar um papel importante no aumento dos níveis de testosterona naturalmente. Um homem deve considerar quais elementos estão trazendo um excesso de tensão e preocupações, e encontrar maneiras que o ajude a lidar com estas pressões.

Alimentos que Aumentam a Testosterona

Além de perder peso, fazer mais exercícios e reduzir o estresse, existem outras maneiras extremamente efetivas de aumentar a produção desse hormônio sexual. Por exemplo, limitar a quantidade de açúcares refinados que são consumidos em sua dieta pode ajudar a prevenir certas condições de saúde, como um risco maior de diabetes – além, é claro, de não prejudicar o mecanismo do corpo que produz testosterona.

Certos alimentos, após diversos estudos, também mostraram-se benéficos para homens com baixa testosterona. Esses alimentos contêm certos nutrientes e substâncias químicas naturais que têm um efeito positivo no equilíbrio hormonal do corpo, e quando os níveis de testosterona são insuficientes, o corpo então começa a produzir mais desse hormônio para restaurar um equilíbrio saudável. Os seguintes alimentos são todos excelentes escolhas quando se trata de restaurar um equilíbrio saudável entre a testosterona e outros hormônios no corpo masculino:

  • Macadâmia – A macadâmia é um tipo de noz que contém gorduras alimentares essenciais e que são benéficas para o corpo humano. Ao contrário de muitos outros tipos de nozes, a macadâmia não é rica em ácidos graxos poliinsaturados, que é um tipo específico de gordura que pode levar a níveis mais baixos de testosterona. Em vez disso, este tipo de é rica em gorduras pró-testosterona e ajuda a aumentar seu nível e produção no corpo.
  • Azeite Extra Virgem – Este tipo de óleo também é benéfico e tem gorduras pró-testosterona. De fato, alguns estudos mostraram que incluir azeite de oliva extra virgem na dieta de um homem pode levar a um aumento de 17% na contagem de testosterona.
  • Passas – Passas são conhecidas por possuir propriedades anti-inflamatórias e agentes antioxidantes, mas muitas pessoas não sabem que as passas são também ricos em boro. O boro é um mineral que está sido associado ao aumento da produção de testosterona, e portanto é uma ótima pedida para este objetivo!
  • Ovos – Os ovos são uma das melhores fontes de proteína conhecidas pelo homem, e eles são ricos em aminoácidos essenciais que o corpo humano precisa. Eles também são ricos em gorduras saturadas e monoinsaturadas e pobres em gorduras ruins, que causam a diminuição do nível de testosterona. Ah – e não precisa se preocupar com o coração. Os estudos mais modernos demonstram que é possível comer até 3 ovos por dia sem afetar os níveis de colesterol. Dê preferência para a gema, já que ela contém a maior parte dos nutrientes que trazem benefícios.
  • Repolho – O repolho é rico em uma substância química chamada indole-3-carbinol, que elimina do sangue o excesso de estrogênio (o hormônio sexual feminino característico). Homens saudáveis tomaram 500mg por dia desta substância durante uma semana na Universidade Rockefeller; seus níveis de estrogênio diminuíram pela metade, tornando a ação da testosterona mais eficaz.
  • Alho – O alho contém alicina, um composto que reduz os níveis de cortisol, também conhecido como o “hormônio do estresse”. O cortisol compete com a testosterona dentro das células musculares, atuando nos mesmos locais. Desta forma, a alicina permite que a testosterona tenha maior espaço para trabalhar. O alho tem maior eficiência quando consumido sem ser cozido.
  • Atum – O cheiro do atum pode até não ser ideal para um encontro romântico e para fazer uso de toda esta testosterona sendo gerada, mas é muito rico em vitamina D. Ela reforça a produção de testosterona em até 90%, segundo um estudo na Graz Medical University, na Áustria. Uma lata de atum contém 100% da sua necessidade diária de vitamina D, podendo ser melhorada ainda mais com cerca de 15 minutos de exposição diária ao sol.
  • Uvas – As peles das uvas contêm resveratrol, uma substância que ajuda a produzir espermatozóides mais fortes. Pesquisadores chineses descobriram que o equivalente a 500mg – aproximadamente a quantidade presente em 10g de casca de uva – foi suficiente para elevar os níveis de testosterona e melhorar a mobilidade do epidídimo (a capacidade de seu espermatozóide nadar).
  • Café – Nós já sabemos que o café é ótimo para você. O que não sabíamos é que a cafeína estimula o sistema nervoso, levando ao aumento da produção de testosterona. Também é sabido que o café pode aumentar os níveis de cortisol (que é um hormônio do estresse conhecido por reduzir a testosterona), mas é crucial entender que o aumento de cortisol da cafeína é muito curto, diferente da supressão na produção de testosterona a longo (geralmente relacionado ao estresse). De quebra, o café também é rico em antioxidantes. Então, novamente, não há necessidade de evitar o café – só não beba 15 xícaras por dia!

Conclusão

Quando os níveis de testosterona estão abaixo do normal, os homens perdem grande parte do seu desejo sexual. Eles também podem sofrer uma redução na massa muscular, e ter maior tendência em acumular excesso de gordura corporal. Embora as opções convencionais e mais invasivas de tratamento possam ajudar a resolver o problema, elas também podem levar a inúmeros efeitos colaterais. Antes de buscar este tipo de solução, seguir as dicas deste post podem ajudar um homem a restaurar os níveis ideais deste hormônio sexual vital. Através do aumento de exercícios físicos e com um maior cuidado na alimentação, diminui-se ou elimina-se o risco de efeitos colaterais relacionados à terapia de reposição de testosterona e outras opções médicas. Além disso, pode-se fazer uso de suplementação natural, o que pode ajudar ainda mais o corpo a aumentar produção de testosterona sem a incidencia de efeitos colaterais indesejáveis.

 Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Categorias